Ânsia

Há pequenas coisas que atiçam o amor
Que nos dão um grande desejo de amar
Uma enorme ânsia de sofrer...


Amantes

Vem!
Vem comigo
Cansados de Amor
Mergulhemos juntos na noite
no silêncio dos Amantes
Amor Amor Amor
Repete comigo
as palavras que nos dão paz...


®Pôesia do Mundo

A minha foto
Le Vésinet, Yvelines, France
É impossível não se dizer ( no mínimo de letras ) e, ao mesmo tempo, em que não se pode tudo dizer ( no máximo de palavras ). Falar demais: È escancarar detalhes insignificantes da vida doméstica. A minha vida sustenta-se no diário de algumas palavras: Trabalho, Respeito, Ternura, Amizade, Saudades, Amor. PEQUENOS VALORES Viver é acreditar no nascer e no pôr-do-sol É ter esperança de que o amanhã será sempre o melhor É renascer a cada dia É aprender a crescer a cada momento É acreditar no amor É inventar a própria vida... No decorrer desta vida, o prazer, a alegria, a tristeza,a dor, o amor, desfilam em nossa alma e em nosso coração deixando diferentes marcas. São essas marcas combinadas que formam a riqueza da nossa caminhada. Um caminho onde o mais importante não é chegar e sim caminhar. Valorize todos os detalhes, todas as subidas e descidas, as pedras, as curvas, o silêncio, a brisa e as montanhas deste seu caminho, para que você possa dizer de cabeça erguida, no futuro: Cresci Chorei Sorri Caí Levantei Aprendi Amei Fui Amado Perdi Venci Vivi E, principalmente, sou uma pessoa feliz!




terça-feira, 26 de maio de 2009

I N D E L É V E L



I N D E L É V E L



Ao momento que nossos olhos se fitavam,
senti teus lábios marejando os meus,
pelo corpo desceu, beijando meus seios,
e fui me largando em você como quem
sobrevoa dentro de nuvens, num bailado
cadenciado ao que sentimos, ou se dá…

O agora, é esse infindo instante longo
infinito, é o minuto conjugado,
emocionado que nos é bem vindo!
O agora, já é o segundo, que fica
chega sem demora, marca e não passa.
E nasce à noite com sentimento!…

Sinto forte atração…teu odor…
Como uma corredeira de prazer
Onde os olhos se deixam navegar
deslizando na correnteza, acariciando
minhas margens com teu cantochão
por notas suaves duma sinfonia!…

Tenho os lábios ardentes dos teus
beijos e as entranhas abrasadas.
E teus braços me abraçam , num
longo silêncio, e sinto as batidas
do teu coração, e nos olhamos em
silêncio, dizendo: muito obrigado!



Efigênia Coutinho

3 comentários:

crisfada disse...

Amo ler suas poesias e poemas ..são profundos cheios de emoção ....nos fazem ver um mundo diferente .....

crisfada disse...

amo ler suas poesias e poemas nos fazem ver que existe um mundo diferente cheio de amor e muita vida e que vale a pena insistir ....beijos com carinho desta fada poetisa
C.E.Lebasttos

Cris disse...

Meu lindo Poeta ...sdds...como sempre um belo poeta ....grata por vc fazer parte de nossa vidas ...beijos com carinho
E.Lebasttos
Dijin fada do amor