Ânsia

Há pequenas coisas que atiçam o amor
Que nos dão um grande desejo de amar
Uma enorme ânsia de sofrer...


Amantes

Vem!
Vem comigo
Cansados de Amor
Mergulhemos juntos na noite
no silêncio dos Amantes
Amor Amor Amor
Repete comigo
as palavras que nos dão paz...


®Pôesia do Mundo

A minha foto
Le Vésinet, Yvelines, France
É impossível não se dizer ( no mínimo de letras ) e, ao mesmo tempo, em que não se pode tudo dizer ( no máximo de palavras ). Falar demais: È escancarar detalhes insignificantes da vida doméstica. A minha vida sustenta-se no diário de algumas palavras: Trabalho, Respeito, Ternura, Amizade, Saudades, Amor. PEQUENOS VALORES Viver é acreditar no nascer e no pôr-do-sol É ter esperança de que o amanhã será sempre o melhor É renascer a cada dia É aprender a crescer a cada momento É acreditar no amor É inventar a própria vida... No decorrer desta vida, o prazer, a alegria, a tristeza,a dor, o amor, desfilam em nossa alma e em nosso coração deixando diferentes marcas. São essas marcas combinadas que formam a riqueza da nossa caminhada. Um caminho onde o mais importante não é chegar e sim caminhar. Valorize todos os detalhes, todas as subidas e descidas, as pedras, as curvas, o silêncio, a brisa e as montanhas deste seu caminho, para que você possa dizer de cabeça erguida, no futuro: Cresci Chorei Sorri Caí Levantei Aprendi Amei Fui Amado Perdi Venci Vivi E, principalmente, sou uma pessoa feliz!




quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Um pequeno gesto de amor


Um pequeno gesto de amor


Eu te coloco entre as estrelas.
Quero-as manto a te iluminar.

E na velocidade de um segundo
olho lá no fundo deste teu lindo olhar.

Viajo em cânticos por todos os recantos
deste teu imenso mundo de amar.

E me alegro ao ler em tua vida
os teus momentos em sorrisos,

e colho tuas lagrimas cristalizadas
pedras raras de renúncias lapidadas.

E me apiedo desta tua dor escondida
E oro junto aos anjos por ti.

Afinal de contas, eu te amo
quero-te sempre leve e feliz.

Somos, tu e eu, muito abençoados
por sermos assim tão amigos.



Vallentine



De: Vallentine (poetisa menor)

Poema dedicado ao meu doce amigo Antònio Manuel

5 comentários:

M@ria & Reggina Poesias disse...

Parabéns Antonio!
Lindíssimo.

Boa tarde.....Beijos meus!

Mariana disse...

Lindo!
As vezes o que a gente precisa é de apenas um gesto de amor.
Lindíssimo.
Beijos

Fatima disse...

Que coisa mais linda heim António!
Vc merece!
Bjs.

Andréa Alvares disse...

Mais que merecido está homenagem,pois vc é um grande Homem,aquele,que hj não se encontra mais,vc é uma JOIA RARA AMIGO,BJUSSS♥♥♥

Anónimo disse...

Meu doce amigo Antònio

Cada um tem seu jeito de poetar.
No meu codinome de poetisa, faço questão de dize-me "poetisa menor" porque não escrevo todo dia. Espero humildemente a poesia me visitar.
E quando ela vem, eu escrevo assim, num segundo, sem retocar.
Mais feliz do que escrevê-la, foi ver que você escolheu uma linda foto para ilustrá-la.
A foto de uma pessoa que admiro demais...
Beijos e abraços e transoceânicos e carinhosos!



Sua amiga Vallentine (poetisa menor)