Ânsia

Há pequenas coisas que atiçam o amor
Que nos dão um grande desejo de amar
Uma enorme ânsia de sofrer...


Amantes

Vem!
Vem comigo
Cansados de Amor
Mergulhemos juntos na noite
no silêncio dos Amantes
Amor Amor Amor
Repete comigo
as palavras que nos dão paz...


®Pôesia do Mundo

A minha foto
Le Vésinet, Yvelines, France
É impossível não se dizer ( no mínimo de letras ) e, ao mesmo tempo, em que não se pode tudo dizer ( no máximo de palavras ). Falar demais: È escancarar detalhes insignificantes da vida doméstica. A minha vida sustenta-se no diário de algumas palavras: Trabalho, Respeito, Ternura, Amizade, Saudades, Amor. PEQUENOS VALORES Viver é acreditar no nascer e no pôr-do-sol É ter esperança de que o amanhã será sempre o melhor É renascer a cada dia É aprender a crescer a cada momento É acreditar no amor É inventar a própria vida... No decorrer desta vida, o prazer, a alegria, a tristeza,a dor, o amor, desfilam em nossa alma e em nosso coração deixando diferentes marcas. São essas marcas combinadas que formam a riqueza da nossa caminhada. Um caminho onde o mais importante não é chegar e sim caminhar. Valorize todos os detalhes, todas as subidas e descidas, as pedras, as curvas, o silêncio, a brisa e as montanhas deste seu caminho, para que você possa dizer de cabeça erguida, no futuro: Cresci Chorei Sorri Caí Levantei Aprendi Amei Fui Amado Perdi Venci Vivi E, principalmente, sou uma pessoa feliz!




terça-feira, 8 de setembro de 2009

Madrigal de um Louco



Madrigal de um Louco




L u a!
Camélia
Que flutua
No azul. Ofélia
Serena e dolente,
Fria, vagando pelas
Alturas, serenamente,
Por entre os lírios das estrelas;
Santelmo aceso para a Saudade;
Luz etérea, simbólica, perdida
Entre os astros de ouro pela imensidade;
Esfinge da Ilusão no deserto da Vida!
Lâmpada do Sonho, lívida, suspensa...
Vaso espiritual dos meus cismares,
Custódia argêntea da minha crença,
Ó Rosa Mística dos ares!
Unge o meu ser, na apoteose
Da tua luz, e eu frua,
Cismando, a pureza
Da luz e goze
Toda a tua
Tristeza,
L u a !



Da Costa e Silva

3 comentários:

Sophie disse...

Antonio,fantástico teu Blog.Um espaço de cultura e ao mesmo tempo,de uma leveza embutida num misto de sentimentos...magia, e encantos.Nos faz viajar no tempo e espaço,com toques suaves,e a sensação que algo nos espera,nos observa,e vibra como uma sonata...em noite de Lua,a procura do Amor!
Parabéns,pelo Madrigal de um louco,excelente escolha,pra tua rara coleção de preciosidades!

Beijuss
Sarah

Retalhos de Amor disse...

Lua...
Musa eterna dos Poetas!!!

Lindo Post, Amigo António...
Obrigado pela leitura magnífica, viu!!!

Beijos pra ti...
No coração, Amigo!!!
Iza

REGGINA MOON disse...

Antonio,

Não poderia deixar de vir te parabenizar pela linda postagem!

Os poemas que nos apresenta são verdadeiras raridades para os amantes da poesia.

Um beijo!

Reggina Moon