Ânsia

Há pequenas coisas que atiçam o amor
Que nos dão um grande desejo de amar
Uma enorme ânsia de sofrer...


Amantes

Vem!
Vem comigo
Cansados de Amor
Mergulhemos juntos na noite
no silêncio dos Amantes
Amor Amor Amor
Repete comigo
as palavras que nos dão paz...


®Pôesia do Mundo

A minha foto
Le Vésinet, Yvelines, France
É impossível não se dizer ( no mínimo de letras ) e, ao mesmo tempo, em que não se pode tudo dizer ( no máximo de palavras ). Falar demais: È escancarar detalhes insignificantes da vida doméstica. A minha vida sustenta-se no diário de algumas palavras: Trabalho, Respeito, Ternura, Amizade, Saudades, Amor. PEQUENOS VALORES Viver é acreditar no nascer e no pôr-do-sol É ter esperança de que o amanhã será sempre o melhor É renascer a cada dia É aprender a crescer a cada momento É acreditar no amor É inventar a própria vida... No decorrer desta vida, o prazer, a alegria, a tristeza,a dor, o amor, desfilam em nossa alma e em nosso coração deixando diferentes marcas. São essas marcas combinadas que formam a riqueza da nossa caminhada. Um caminho onde o mais importante não é chegar e sim caminhar. Valorize todos os detalhes, todas as subidas e descidas, as pedras, as curvas, o silêncio, a brisa e as montanhas deste seu caminho, para que você possa dizer de cabeça erguida, no futuro: Cresci Chorei Sorri Caí Levantei Aprendi Amei Fui Amado Perdi Venci Vivi E, principalmente, sou uma pessoa feliz!




quarta-feira, 28 de julho de 2010

Pensamentos esquecidos



Pensamentos esquecidos


Pensamentos esquecidos

Deixa eu poder te mostrar
os lindos castelos do lado de lá
os sonhos mais belos que o mar vai banhar
abraçados aos braços da luz do luar

Deixa eu poder lamentar
os pensamentos esquecidos que me fez faltar
os momentos deixados para o tempo gastar
os seus beijos derradeiros de tanto te amar

Deixa eu poder chorar as lágrimas,
harmonias e poesias
todas que um dia aspiravam te encantar
e que no dia você viu sem mesmo notar

Deixa eu poder reviver
aquele seu jeito mais lindo de ser
e quando no final mal pode se conter
as lágrimas que falam o que se vai sofrer

Mas vai garota,
saibas esperar fazes de tua beleza uma
estrela a brilhar enquanto esperas
o mundo te mostrar a constância
do dia que você vai raiar

Vai,
levante o rosto pois da vida é curto
o tempo de sorrir,
e não há de chorar

A vida não perdoa e não olha pra trás
nos convence em destruir a nossa que jáz



Alex Bartalotti

3 comentários:

JB disse...

Sublime poesia!
Não vou esquecer os pensamentos que daqui levo!

Lindíssima!

Abraço

Rosemildo Sales Furtado disse...

O tempo pra sorrir ou pra chorar pode ser curto ou não, depende somente de nós.

Belo poema António, ótima escolha.

Abraços e ótima quinta-feira pra ti.

Furtado.

Felina Mulher disse...

Boa tarde meu anjo amigo.
Linda poesia, bela escolha.
Só para ficar registrado, então, o tanto que adooooro seu blog e as coisas que você aki nos presenteia. bjãaao!!